Automatização de Instalação de Tratamento de Águas

 

Situação Inicial

A totalidade da instalação divide-se em dois grupos distanciados entre si de aprox. 300m. O grupo “a” encontra-se já automatizado mas com o respectivo plc sem memória para as alterações desejadas. O grupo “b” tem os equipamentos em funcionamento manual.

Objetivo

Automatizar o grupo b, renovar o comando do grupo a e interligar a supervisão dos dois grupos, através de um software scada, num único local ( sala de comando).

Requisitos

Os dois grupos deverão ter filosofia de controlo idênticas. Todo o novo hardware terá que ser igual entre grupos. Cada grupo terá que ser comandado localmente por consola táctil 12” siemens. O software scada deverá ser o wincc, instalado num único pc com dois monitores. A interligação entre os quadros de comando dos dois grupos deverá ser em ethernet através de fibra óptica. A execução dos trabalhos terão que ser faseados e em plena sintonia com a produção.

Trabalhos Efetuados

Grupo A – substituido o cpu existente por modelo equivalente com mais memória. Substituição da consola táctil por modelo siemens 12” / ethernet. Execução dos novos esquemas eléctricos na totalidade, assim como o software de comando global de acordo com o novo princípio de funcionamento. Intergração dos novos equipamentos e das captações no controlo geral. Permissão para visualização na consola “a” restante parte da instalação afecta ao grupo “b”.
Implementação das comunicações com o outro grupo e a supervisão em ethernet, utilizando a fibra óptica.

Grupo B – instalação de um novo quadro em inox para o comando desta zona a qual foi mecanicamente adaptada pelo cliente. O plc e a consola foram iguais ao quadro do outro grupo, assim como toda a simbologia das páginas da consola nesta consola tembém será possivel visualizar as páginas relativas ao restante da instantalção. A troca sinais com a instalação a montante e a jusante é feita através da rede ethernet.

Resultados Obtidos

A instalação passou a funcionar como um todo o que simplificou bastante o trabalho dos operadores. As “falsas” manobras foram eliminadas o que significou logo à partida uma considerável poupança de água. Algum consumo de energia eléctrico foi conseguido pela eliminação da bombagem desnecessária. Passaram a estar online toas as medições volumétricas permitindo o rápido despiste de qualquer situação anómala. A rastreabilidade fica evidenciada na supervisão geral da instalação (wincc). O controlo introduzido veio trazer maior racionalização na utilização dos recursos disponíveis, menor consumo energético, menor tempo de operação e muito maior segurança de toadas as operações efectuadas.

Menu